É inegável que na área da aromaterapia e fitoterapia existem muitas verdades falsas e evidências informais a serem lançadas como factos, realidade com a qual não nos sentimos confortáveis. Por isso, decidimos testar os nossos produtos para nos certificarmos de que realmente funcionam. Trabalhamos agora em conjunto com organizações de investigação independentes e universidades de toda a Europa para lhe trazer um produto que não apenas forneça aromas agradáveis, mas também cumpra aquilo que promete.
Sempre que possível, testámos rigorosamente os AromaSticks utilizando métodos aleatórios, duplo-cegos e controlados por placebo, de modo a verificar as alegações que fazemos. É com grande satisfação que podemos afirmar que os nossos estudos foram aceites pela comunidade científica em geral e que, até agora, nove dos nossos estudos foram publicados em revistas académicas revistas por pares. Os nossos produtos e a nossa abordagem foram reconhecidos internacionalmente e foi-nos pedido que apresentássemos o nosso trabalho em numerosas conferências académicas em todo o mundo.
Como se pode constatar, estamos muito interessados na ciência por detrás do AromaStick, do olfacto e dos aromas. Estamos comprometidos com o investimento contínuo em investigação e desenvolvimento para lhe fornecer os melhores produtos possíveis.
Abaixo, encontrará uma lista de alguns dos estudos que foram publicados até à data.

vários inaladores AromaStick

Estudos publicados

O inalador de óleos essenciais (AromaStick®) melhora a tolerância ao calor no teste de imersão a quente.
Schneider, R. (2020) Essential oil inhaler (AromaStick®) improves heat tolerance in the Hot Immersion Test (HIT). Results from two randomized, controlled experiments. Journal of Thermal Biology, 87, 102478.

Saber mais

Antecedentes: Um artigo de revisão recente sobre um inalador aromaterápico demonstrou efeitos clínicos em vários sistemas corporais, como o sistema cardiovascular, o sistema respiratório, o sistema nervoso e o sistema endócrino.
Objectivo: Este artigo alarga estas descobertas e investiga se os inaladores de óleos essenciais especialmente concebidos são capazes de contrariar as sensações de stress por calor induzido experimentalmente.
Método: Duas experiências prospectivas, aleatórias e controladas usando o Paradigma de Teste de Imersão a Quente (HIT) foram conduzidas para investigar se inalações profundas de odor aumentam a tolerância ao calor.
Resultados: Em ambas as experiências, o inalador prolongou fortemente a tolerância à dor e aumentou a oxigenação do sangue (1 < d < 1.3). Na segunda experiência, o inalador também aumentou a variabilidade do ritmo cardíaco (d = 1.3) como mecanismo para lidar com o stress por calor.
Conclusão: A capacidade de resistir a um estímulo térmico stressante pode ser exogenamente melhorada através de inalações curtas e profundas de aromas essenciais entregues diretamente ao sistema olfactivo.

estudo_aromastick-refresh

A rinite alérgica sazonal é eficazmente atenuada com um inalador de óleo essencial (AromaStick®): Resultados de um ensaio de eficácia aleatório, controlado e duplo-cego.
Schneider, R. (2019). Seasonal allergic rhinitis is effectively assuaged with an essential oil inhaler (AromaStick®): Results from a randomized, controlled, double-blind effectiveness trial. The Natural Products Journal, 9, 39-46.

Saber mais

Antecedentes: Existem agentes farmacêuticos eficazes para tratar a rinite alérgica sazonal, mas são cada vez mais os indivíduos que recorrem a formas alternativas de tratamento. Um possível candidato alternativo são os óleos essenciais. Recentemente, um inalador especificamente concebido para fornecer aromas de óleos essenciais provou ser muito eficaz no tratamento de vários parâmetros médicos (por exemplo, pressão arterial, frequência cardíaca, cortisol, oxigenação do sangue ou dor).
Objectivo: Este trabalho investiga se um inalador (AromaStick® ‘Nasal Fresh’) concebido para limpar a passagem nasal e reduzir a congestão, tem efeitos benéficos em indivíduos que sofrem de rinite alérgica sazonal.
Método: Foi realizado um ensaio de eficácia duplo-cego, randomizado e controlado com dois grupos, envolvendo indivíduos com sintomas médios a fortes, para investigar os efeitos específicos do tratamento com o inalador.
Resultados: Durante um período de duas semanas, o inalador de odor reduziu fortemente os sintomas alérgicos tanto para a sintomatologia geral da RA (d = 1.2) como para a carga individual sintomática da rinite alérgica (d = 1.7).
Conclusão: O inalador produziu um forte alívio dos sintomas. Os efeitos foram maiores nos indivíduos que sofriam principalmente de sintomas nasais.

estudo-aromastick-breathe

Aromaterapia médica revisitada – Mecanismos básicos, crítica e um novo desenvolvimento.
Schneider, R., Singer, N., Singer, T. (2018) Medical Aromatherapy revisited – Basic mechanisms, critique, and a new development. Human Psychopharmacology: Clinical & Experimental, 34, e2683.

Saber mais

Objectivo: De acordo com uma série de meta-análises e revisões sistemáticas recentes, a aromaterapia tem-se mostrado eficaz no tratamento de pacientes com diferentes condições médicas. No entanto, muitos dos estudos clínicos são de qualidade metodológica bastante baixa. Além disso, existe uma grande ambiguidade conceptual no que diz respeito ao que a aromaterapia realmente constitui.
Método: Neste artigo, discutimos as condições em que a aromaterapia tem maior probabilidade de ter valor médico, delineando o funcionamento do sistema olfactivo e os requisitos necessários para que os odores sejam terapêuticos. Em seguida, introduzimos um inalador aromaterápico que foi testado numa série de estudos envolvendo 465 participantes.
Resultados: Este inalador (AromaStick®) produziu efeitos grandes a muito grandes numa variedade de sistemas fisiológicos alvo (por exemplo, cardiovascular, endócrino, oxigenação do sangue e dor), tanto a curto como a longo prazo.
Discussão: A inalação de compostos voláteis de óleos essenciais produz efeitos quase imediatos, grandes e clinicamente relevantes, desde que os odores sejam libertados altamente concentrados a partir de um dispositivo adequado. As alterações causadas no corpo parecem não ter efeitos secundários e podem ser mantidas quando a inalação é repetida.
Interessado em ler o artigo completo de Acesso Livre? Clique aqui para ser levado para a página web Wiley onde pode aceder ao artigo completo ou descarregar o PDF.

Efeitos praticamente relevantes no alívio do stress dos estímulos olfactivos fornecidos por um inalador de odores especialmente formulado (AromaStick®): Visão geral de uma série inicial de estudos que testam diferentes condições-limite.
Singer, N. & Schneider, R. (2017). Practically relevant stress relieving effects of olfactory stimuli delivered by a specially formulated odour inhaler (AromaStick®): Overview of an initial series of studies testing different boundary conditions. International Journal of Clinical Aromatherapy, 11, 48-58.

Saber mais

Resumo: Uma série de estudos foi concebida para investigar os efeitos da aplicação direta de odores (utilizando um inalador nasal) no alívio do stress. A fim de verificar se os inaladores de odores tinham alguma utilidade prática, este método foi comparado com intervenções populares para aliviar o stress. Os resultados mostraram um padrão consistente de sucesso com um impacto pronunciado e mensurável nos parâmetros fisiológicos relacionados com o stress (frequência cardíaca, tensão arterial e níveis de cortisol) e no humor, apontando para a relevância prática deste método de aromaterapia.

estudo-aromastick-relax

Uma lufada de ar fresco: A saturação de oxigénio no sangue arterial aumenta com a utilização de um inalador de óleo essencial (AromaStick®).
Schneider, R. (2017) A breath of fresh air: Arterial blood oxygen saturation is increased upon the use of an essential oil inhaler (AromaStick®). Results from a prospective, controlled, experimental study involving healthy individuals. Current Respiratory Medicine Reviews, 13, 213-220.

Saber mais

Antecedentes: Vários estudos recentes mostraram que um inalador de odor especificamente concebido contendo várias composições olfactivas tem a capacidade de diminuir a pressão arterial, o ritmo cardíaco e os níveis de cortisol. Resultados semelhantes foram encontrados para a redução da dor crónica ou para a melhoria da atenção selectiva e da concentração.
Objectivo: O presente documento dá seguimento a estas descobertas e investiga se um inalador especialmente concebido (“Energy”) é capaz de aumentar temporariamente a oxigenação do sangue.
Método: Foi realizado um estudo experimental prospectivo e controlado envolvendo ciclos respiratórios normalizados para comparar a respiração normal e profunda com a respiração através de um inalador de odor.
Resultados: A diferença na oxigenação do sangue entre a respiração normal e a inalação de odor foi muito grande (d = 2). A sua duração foi três vezes superior à da respiração normal. O efeito foi demonstrado em todos os indivíduos e não diminuiu após utilização repetida.
Conclusão: A oxigenação do sangue pode ser aumentada para além do efeito da respiração profunda quando se utiliza este inalador de odor.

estudo-aromastick-energy

Há alguma coisa no ar: Testando a eficácia de um novo método olfactivo de alívio do stress (AromaStick®).
Schneider, R. (2016). There is something in the air: Testing the efficacy of a new olfactory stress relief method (AromaStick®). Stress & Health, 32, 411-426.

Saber mais

Resumo: Nos últimos anos, a aromaterapia tornou-se cada vez mais popular para o tratamento clínico e gestão terapêutica do stress agudo e crónico. Ela visa características neurobiológicas distintas e únicas do sistema olfactivo, que estão estreitamente ligadas às emoções e ao processamento da informação, bem como ao sistema nervoso autónomo. No entanto, dependendo do modo de aplicação, as intervenções aromaterápicas apresentam diferentes graus de eficácia terapêutica.
Numa série de cinco experiências, foram investigados os efeitos de um novo modo de aplicação (inalador) aromaterápica, especificamente concebido para estimular directamente o sistema olfactivo e para reduzir a actividade do sistema nervoso simpático.
De um modo geral, a aplicação do inalador mostrou efeitos psicológicos e fisiológicos consistentes e de grande dimensão. Também superou claramente outras técnicas de gestão do stress, como o relaxamento muscular progressivo, flores de Bach ou períodos de repouso passivo (controlo natural).
Os efeitos ocorreram pouco depois de muito poucas inalações, reduziram drasticamente os biomarcadores relacionados com o stress (ou seja, pressão sanguínea, frequência cardíaca e cortisol) e melhoraram consideravelmente o bem-estar.

estudo-aromastick-calm

A aplicação directa de composições perfumadas especialmente formuladas (AromaStick®) prolonga a atenção e aumenta a velocidade de varrimento visual.
Schneider, R. (2016). Direct application of specially formulated scent compositions (AromaStick®) prolongs attention and enhances visual scanning speed. Applied Cognitive Psychology, 30, 650-654.

Saber mais

Resumo: Recentemente, uma série de experiências demonstrou que a estimulação directa do sistema olfactivo através de um inalador de odores visa as áreas cerebrais associadas à redução do stress e ao alívio da dor. O presente documento dá seguimento a estas descobertas e investiga se tais efeitos também podem ser encontrados em inaladores especialmente concebidos para aumentar a atenção e a concentração.
Numa experiência com três braços, aleatória e controlada, foi testada a capacidade cognitiva dos participantes para discriminar entre estímulos visuais semelhantes, com ou sem a utilização de um inalador de odor. A concentração, a velocidade de varrimento visual e a precisão foram avaliadas para avaliar os efeitos diferenciais. Ambos os inaladores de odor superaram a condição de controlo quando não foi utilizado qualquer odor. Os efeitos foram grandes e manifestaram-se em todos os parâmetros. A aplicação directa de composições de óleo essencial especialmente concebidas aumenta a atenção e concentração quando utilizadas durante quebras de curta duração numa tarefa cognitiva stressante e exigente em termos de atenção.

estudo-aromastick-focus